Neste tópico não vou abordar as aplicações óbvias e já conhecidas das escalas e nem me aprofundar em possíveis outsides ou temas mais avançados, apenas pretendo apresentar algumas sugestões de escalas que somadas, com adições (Ad), com omissões (Om) ou mesmo em seu estado natural geram bons resultados.

Harmoeólio (Eólio 7#Ad)

Como o próprio nome sugere, a escala é uma soma da escala Menor Natural com a escala Menor Harmônica, na verdade pode-se pensar como sendo um modo Eólio com sétima maior adicionada, ou seja:

T, 9, 3b, 4, 5, 6b, 7, 7+

Essa escala pode ser utilizada, por exemplo, em um II/V/I, funcionando perfeitamente até mesmo no V grau.

Ex.:

Am7 /D7(b9) /G7+, escala de Em Harmoeólio

Gm7(b5) /C7(6b/9b) /Fm7,  escala de Fm Harmoeólio

Outra escala gerada pelo Harmoeólio é o Dórico 4#Ad (IV Grau), ou simplesmente Dórico Blues, como é mais conhecido, o som do modo Dórico com a 4# adicionada cria um clima Blues muito legal, já que o modo Dórico tem a 6M.

Para facilitar a digitação dessa escala em 3 por corda, adicione a 4# apenas na segunda oitava.

Melodórico (Dórico7#Ad)

 Soma das escalas Menor Melódica com Menor Dórico, essa escala também gera modos interessantes. 

Os intervalos são:

T, 9, 3b, 4, 5, 6, 7, 7+

Uma de suas aplicações em II/V/I:

Am7 /D7(b5) /G7+, escala de Am Melodórico.

O modo Mixoblues (OvertoneBlues), é gerado à partir do IV grau da escala e pode ser destacado para um estudo mais profundo, seus intervalos são: T, 9, 3, 4, 4#, 5, 6, 7.

Omissões

Escalas com notas omitidas tornam-se muito interessantes pela mudança em sua sonoridade e também pela facilidade em se executar esses padrões que se tornam quase assimétricos no braço do instrumento.

Tente as seguintes digitações no formato 3 por corda:

G Jonio 7omT/ 9/ 3/ 4/ 5/ 6

G Menor Harmônica 3om7+/ T /2 /4 /5 /6b (comece pela 7+ na corda 6)

Pentatônicas

 Um dos casos onde a soma de escalas gera excelentes resultados é o Blues.

A Penta Blues, quando somada a Penta Maior, já traz à tona resultados suficientemente legais, os intervalos passam a ser: T/ 9/ 9#/ 3/ 4/ 4#/ 5/ 6/ 7  

Pode se perceber que a Penta 7, a Penta m7, a Penta m6 e o Dórico Blues estão presentes gerando vários cromatismos.

Outra sonoridade muito legal é obtida quando se utiliza simplesmente a Penta Blues, porém com o formato 3 notas por corda.